Distribuição personalizada de dispositivos médicos e fármacos – Na cirurgia da catarata

Dispositivos Médicos


Instituição

Hospital Lusíadas Lisboa - Farmácia Hospitalar

Autores:

Ondina Martins e Anabela Pires

O que foi feito ?:

Distribuição personalizada de conjuntos de produtos de saúde a utilizar na cirurgia da catarata:
Lentes Intraoculares, Solução Salina Balanceada, Viscoelástico, antibiótico intracamerular, cloreto de sódio o,9% fr. 10mL e Colírios protocolados para o pós-cirúrgico (Levofloxacina colírio, Flurbiprofeno colírio, Dexametasona e Neomicina colírio).

Porque foi feito ?:

No início da atividade cirúrgica em oftalmologia, a necessidade de controlo e garantia de que as Lentes Intraoculares estariam sempre disponíveis para o doente certo na data e momentos certos, foram o motivo que desencadeou esta atividade, passado cerca de um ano considerou-se uma mais valia associar às lentes intraoculares os restantes produtos usados na cirurgia.

Como foi feito?:

A Farmácia Hospitalar (FH) dispõe de um stock consignado de lentes intraoculares (LIO) de 3 peças e de LIO monopeça, com várias potências.
Os restantes produtos que integram o conjunto a dispensar fazem parte do stock da FH, sendo geridos do mesmo que todos os outros produtos de saúde.
O sistema consiste em consultar previamente o Plano Operatório da Unidade de Oftalmologia (na aplicação informática – área de Gestão Hospitalar e no plano enviado por mail e assinado pelo cirurgião), confirmar que as LIO estão disponíveis e caso não estejam solicitá-las ao fornecedor na plataforma adequada e integrada na aplicação de gestão.
Na véspera da cirurgia as LIO são colocadas em caixa, para transporte ao Bloco Operatório, que fica armazenada na zona de expedição.
No dia da cirurgia, durante a manhã (para as cirurgias que decorrem no tempo da tarde) ou na véspera (no inicio da tarde, para as cirurgias com inicio às 8 horas da manhã), o plano é reconfirmado na aplicação da Gestão Hospitalar, as LIO são conferidas e são associados os DM – Solução Salina Balanceada e Viscoelástico e os fármacos -cefuroxima intracamerular , cloreto de sódio o,9% fr. 10mL, Levofloxacina colírio, Flurbiprofeno colírio, Dexametasona e Neomicina colírio.
No final e antes de enviar os produtos é tirada uma cópia às caixas das LIO, o que permite ficar com um documento no qual consta a potência e nº de série das LIO enviadas.
Esta informação permite a reconciliação de devoluções e o registo numa folha de Excel de todas as LIO usadas com respetiva associação da LIO ao doente.

O que se concluiu?:

O sistema permite a dupla validação (FH e Bloco Operatório),aumenta a confiança dos profissionais e a segurança do doente. Constitui mais um ponto de rastreabilidade do sistema.

O que fazer no futuro?:

Manter o sistema.
Alargar este procedimento a outras áreas da oftalmologia.

Palavras chave :

Distribuição em Farmácia Hospitalar de lentes- intra-oculares.
Rastreabilidade
 
ORDEM DOS FARMACÊUTICOS
Rua da Sociedade Farmacêutica 18,
1169-075 Lisboa

TELEF: 213 191 382 - Fax. 213 191 399
Email: colegios.especialidade©ordemfarmaceuticos.pt

© ORDEM DOS FARMACÊUTICOS - COLÉGIOS DE ESPECIALIDADE