Oncologia


Instituição

IPO Lisboa

Autores:

Vera Pires, Maria Teixeira, Rute Varela

O que foi feito ?:

Padronizar os protocolos de hidratação à base de cisplatina usados nos regimes de quimioterapia (QT) de tumores sólidos em adultos na nossa instituição.

Porque foi feito ?:

A cisplatina é um agente citotóxico utilizado em esquemas de QT em tumores sólidos. A nefrotoxicidade é a principal toxicidade e a hidratação é sempre indicada para prevenir dano renal. Em 2018, iniciamos a informatização dos protocolos de QT dos tumores sólidos, e verificamos a existência de uma grande variabilidade nos esquemas de hidratação nos tratamentos à base de cisplatina. Esta falta de padronização poderá levar a erros, uso desnecessário de recursos e um défice na manutenção dos doentes. Assim, foi necessário desenvolver um protocolo padronizado de hidratação elaborado por farmacêuticos com a colaboração de oncologistas.

Como foi feito?:

Auditamos os protocolos de hidratação de cisplatina usados em tumores sólidos em adultos na nossa Instituição e, fizemos revisão da literatura para construção de um protocolo padronizado baseado em evidência.

O que se concluiu?:

Reunimos 31 esquemas de QT com cisplatina, nos quais verificamos a existência de variações no volume de hidratação antes e após a cisplatina, nos volumes de diluição do fármaco, no tempo de perfusão, no uso de hidratação oral e na suplementação iônica. Constatamos que todos eles foram indicados para realizar cisplatina apenas “se débito urinário >100ml/min”, o uso de manitol antes da cisplatina e furosemida na SOS. Através da bibliografia consultada, foram elaborados e implementados 4 regimes em 2019, de acordo com a dosagem de cisplatina: HC1< 40mg/m2 (Hdia) e HC2< 40mg/m2 (int.), HC 3 41-60 mg/m2 e HC4 :61-100mg/m2. Em relação a volume de hidratação e tempo total de tratamento: HC1=1500 ml, 2 h; HC2=2000 ml, 4h; HCl:2500 ml, 5h; HC4:3500ml, 7,5h. No HC1 conseguimos remover 2h do tempo HDia, alterando-o para hidratação oral. Todos os protocolos de cisplatina têm perfusão de 1h, exceto HC4. Em relação ao uso de diuréticos, todos os protocolos são indicados para uso de furosemida na SOS, se balanço hídrico >1000ml e, o manitol só é administrado se cisplatina ≥60 mg/m2 (RCM). Todos os protocolos contam com suplementação de magnésio e potássio.

O que fazer no futuro?:

Apesar da falta de consenso na bibliografia, foi criado um protocolo padronizado com base nas evidências e na prática clínica de nossa Instituição. É nossa intenção avaliar o impacto desta intervenção, na perspetiva do doente e da Instituição.

Palavras chave :

cisplatina
protocolo
hidratação
tumores sólidos
 
ORDEM DOS FARMACÊUTICOS
Rua da Sociedade Farmacêutica 18,
1169-075 Lisboa

TELEF: 213 191 382 - Fax. 213 191 399
Email: colegios.especialidade©ordemfarmaceuticos.pt

© ORDEM DOS FARMACÊUTICOS - COLÉGIOS DE ESPECIALIDADE