Infecciologia


Instituição

Hospital da Luz Lisboa

Autores:

L. C. Fernandes, C. Pereira, M. Capoulas, C. Santos

O que foi feito ?:

Análise da dose inicial de vancomicina em perfusões contínuas (PC) e intermitentes (PI) no que diz respeito à adequação às recomendações de 2020 e a eventual relação daquela com o nível sérico alcançado até ao primeiro doseamento após 24h de terapêutica.

Porque foi feito ?:

A vancomicina é utilizada no tratamento de infeções suspeitas ou documentadas a Gram positivos multirresistentes. A sua posologia e monitorização são alvo de controvérsia e estudo frequentes. A dose de carga (DC) é recomendada para se atingirem rapidamente alvos de concentrações séricas e reduzir o risco de concentrações subterapêuticas.
Em 2020 foram atualizadas as recomendações de monitorização da vancomicina que mantêm a sugestão de DC de 15-20 mg/kg nas PC. Nas PI recomendam doses iniciais de 15-20 mg/kg cada 8-12 horas, sendo que na doença grave estas deverão ser precedidas de uma DC de 20-35 mg/kg. Tendo isto em conta analisou-se a dose inicial de vancomicina em PC e PI.

Como foi feito?:

A partir do registo de intervenções farmacêuticas (IF) do primeiro semestre de 2021 selecionaram-se as monitorizações farmacocinéticas de vancomicina e consultaram-se os processos clínicos eletrónicos destes doentes. O tratamento estatístico de dados foi realizado em Excel®.

O que se concluiu?:

Foram alvo de IF 74 episódios de prescrição de vancomicina, num total de 355 IF e 63 doentes (41 homens e 22 mulheres).
Relativamente às PC, em 40% dos episódios a DC foi < 15 mg/kg. Nas PI, 32% das doses iniciais foram < 15 mg/kg; 47% foram 15-20 mg/kg e 21% foram 20-35 mg/kg. Em 45 dos episódios avaliados o nível sérico terapêutico foi obtido dentro do intervalo de tempo definido. Dos 21 episódios em que tal não aconteceu, 90% eram PI. Destas, 79% correspondem a doses iniciais < 20 mg/kg. Nas PC, a totalidade correspondeu a doses de carga < 15 mg/kg. A percentagem de DC inferiores ao recomendado nas PC foi consideravelmente elevada (40%). Relativamente às PI, a maioria das doses iniciais encontrava-se dentro do recomendado para doença não grave. Sendo que a maioria dos episódios com maior dificuldade na obtenção de níveis terapêuticos correspondeu a PI, estas poderão ser um futuro alvo de IF para melhoria da prática de prescrição. A elevada percentagem de episódios com doses iniciais < 20 mg/kg nas PI que resultaram em níveis séricos considerados subterapêuticos poderá sugerir necessidade de adequação às novas recomendações para doença grave, que apontam para uma DC de 20-35 mg/kg.

O que fazer no futuro?:

Tendo por base os resultados deste trabalho pretende-se elaborar um protocolo de monitorização sérica de Vancomicina para orientação na instituição e uma eventual posterior avaliação focada na análise de Área sob a curva/Concentração Mínima Inibitória (AUC/MIC), à luz do atualmente recomendado, e não apenas nos doseamentos séricos.

Palavras chave :

dose de carga
farmacocinética
vancomicina
dose inicial

Mais informações:

para mais informações contacte os autores através do email : lcfernandes@hospitaldaluz.pt

Downloads

Poster APFH 2021
 
ORDEM DOS FARMACÊUTICOS
Rua da Sociedade Farmacêutica 18,
1169-075 Lisboa

TELEF: 213 191 382 - Fax. 213 191 399
Email: colegios.especialidade©ordemfarmaceuticos.pt

© ORDEM DOS FARMACÊUTICOS - COLÉGIOS DE ESPECIALIDADE